pokerstars

SEÇÕES

Prisão de Alexandre de Moraes por golpistas tinha data marcada, diz Polícia Federal

Segundo os investigadores, as datas desses eventos indicam uma sequência planejada para o golpe

Prisão de Alexandre de Moraes por golpistas tinha data marcada, diz Polícia Federal | Marcelo Camargo/Agência Brasil
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

APolícia Federal relatou que durante os meses de novembro e dezembro, houve discussões em mensagens e reuniões sobre um plano para reverter a derrota de Jair Bolsonaro nas eleições, que incluía a possibilidade de um golpe militar e a prisão de autoridades. 

Segundo os investigadores, as datas desses eventos indicam uma sequência planejada para o golpe. Conforme os planos dos envolvidos, a prisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, estava prevista para ocorrer em 18 de dezembro de 2022.

Veja os principais fatos anotados pela PF:

- 05/07/2022 - Bolsonaro convoca reunião de ministros, ataca eleição e diz que iria ‘entrar em campo’ com exército;

- 30/10/2022 - Bolsonaro é derrotado por Lula no segundo turno da eleição presidencial;

- 11/11/2022 - Major Rafael Martins pede orientações a Mauro Cid, ajudante de ordens de Bolsonaro, sobre realização de protestos; Cid afirma que alvos seriam o Congresso e o STF;

- 12/11/2022 - Militares das Forças Especiais fazem reunião em Brasília para tratar de plano golpista; Mauro Cid participa do encontro;

- 19/11/2022 - Filipe Martins, assessor de Bolsonaro, e Amauri Feres, advogado, participam de reunião no Palácio da Alvorada para discutir a minuta do decreto que reverteria o resultado da eleição e prenderia autoridades;

- 22/11/2022 - PL, partido presidido por Valdemar Costa Neto, apresenta pedido para contestar resultado do segundo turno;

- 28/11/2022 - Nova reunião de militares das Forças Especiais, também em Brasília, para discutir tentativa de golpe; participaram assistentes de generais que ocupavam postos de alto escalão;

- 07/12/2022 - Reunião no Palácio da Alvorada entre Bolsonaro, comandantes militares, Filipe Martins e Amauri Feres para discutir a minuta do golpe;

- 09/12/2022 - General Estevam Theophilo, ex-chefe do Comando de Operações Terrestres, se encontra com Jair Bolsonaro; segundo depoimento de Mauro Cid, ele teria aderido ao plano de golpe;

- 14/12/2022 - Contrariado com resistência ao golpe, Braga Netto se refere ao comandante do Exército como "cagão";

- 15/12/2022 - Marcelo Câmara, assessor de Bolsonaro, discute com Mauro Cid itinerário de viagens de Alexandre de Moraes, alvo de prisão no decreto planejado pelos golpistas;

- 18/12/2022 - Data em que Alexandre de Moraes seria preso, de acordo com planejamento obtido pela PF.

(Com informações da FolhaPress - Bruno Boghossian)



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
pokerstars Mapa do site