pokerstars

SEÇÕES

Saudações fascistas em Roma expõem ambiguidade da primeira-ministra Meloni

O vídeo mostra o grupo alinhado em formação militar, estendendo o braço e proferindo “presente” três vezes em resposta ao comando de alguém que menciona “a tutti i camerati caduti”

Saudações fascistas feitas por centenas de pessoas em Roma | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Várias pessoas foram flagrados realizando a saudação romana, emblemática do período fascista italiano (1922-1943), nas ruas de Roma na noite de domingo, dia 7. O acontecimento ocorreu após um evento em homenagem a três militantes de extrema direita que foram assassinados no final da década de 1970. O vídeo, amplamente compartilhado nas redes sociais, mostra o grupo alinhado em formação militar, estendendo o braço e proferindo "presente" três vezes em resposta ao comando de alguém que menciona "a tutti i camerati caduti" ("a todos os camaradas caídos").

A cena teve como pano de fundo a rua Acca Larentia, onde anteriormente funcionava uma sede do Movimento Social Italiano (MSI), partido estabelecido em 1946 por membros dos últimos anos do regime fascista de Benito Mussolini.

Este local tem relevância histórica, pois em 7 de janeiro de 1978, dois integrantes do MSI foram mortos em um atentado reivindicado por um grupo de extrema esquerda. Posteriormente, um terceiro homem associado ao MSI faleceu em confronto com as forças de segurança, durante um período conhecido como os "anos de chumbo" na Itália, caracterizado por atos de terrorismo por ambos os lados do espectro político.

A data é anualmente lembrada, tanto de maneira institucional quanto por neofascistas. Na manhã do domingo, autoridades regionais e municipais de diversas orientações políticas participaram da cerimônia oficial de deposição de coroa de flores em homenagem às vítimas. Contudo, posteriormente ocorreu a saudação romana, que vai contra o protocolo.

A apologia do fascismo é considerada crime na Itália, passível de punição com prisão. Atos semelhantes ocorreram em anos anteriores, antes da ascensão do partido de ultradireita Irmãos da Itália, fundado pela atual primeira-ministra, Giorgia Meloni, que já militou na seção juvenil do MSI.

A cena recente provocou reações de condenação por parte de líderes da oposição, sendo que o Partido Democrático apresentou um pedido de explicações ao governo. A líder do Movimento Cinco Estrelas, Giuseppe Conte, anunciou que apresentará queixa ao Ministério Público para investigar a possível apologia do fascismo. Até o momento, Giorgia Meloni não se manifestou publicamente sobre as saudações romanas ocorridas em Roma.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
pokerstars Mapa do site