pokerstars

SEÇÕES

Comissão do Senado pode regulamentar criptomoedas nesta terça, 22

Integrantes da equipe econômica querem que a regulamentação trate das moedas virtuais como investimentos, não como meio de pagamentos

Integrantes da equipe econômica querem que a regulamentação trate das moedas virtuais como investimentos, não como meio de pagamentos | Ascom
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

AComissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deve discutir e votar nesta terça-feira proposta que trata de operações com moedas virtuais, como criptoativos. O projeto cria uma espécie de regulamentação para as criptomoedas, atualmente sem normas no país. As informações são da Agêncoa Globo/IG.

As criptomoedas já ultrapassaram a marca dos R$ 10,2 trilhões em valor de mercado e têm ganho cada vez mais espaço no mundo dos negócios e na carteira dos investidores.

O relator da matéria, o senador Irajá Abreu (PSD-TO), apresentou um parecer que contempla sugestões de três propostas em tramitação na Casa, dos senadores Flávio Arns (Podemos-PR), Styvenson Valentim (Podemos-RN) e Soraya Thronicke (PSL-MS).

Comissão do Senado pode regulamentar criptomoedas nesta terça, 22 - Foto: Pixabay

Nos últimas dias, Irajá também se reuniu com o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, para discutir o assunto. Atualmente, empresas negociadoras de criptomoedas não estão expressamente sujeitas à regulamentação, seja do BC ou da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Integrantes da equipe econômica querem que a regulamentação trate das criptomoedas como investimentos, não como meio de pagamentos.

No texto, o relator considera como prestadora de serviços de ativos virtuais "a pessoa jurídica que executa, em nome de terceiros, pelo menos um dos serviços como troca entre ativos virtuais e moedas soberanas; troca entre um ou mais ativos virtuais; transferência de ativos virtuais; e custódia ou administração de ativos virtuais ou de instrumentos que possibilitem controle sobre ativos virtuais". 

O relator também definiu que o Executivo será responsável por determinar qual órgão ou entidade da administração pública irá normatizar esse tipo de negócio. 

Diversos países pelo mundo estão implementando ou debatendo normas para os criptoativos. A Índia, por exemplo, está debatendo a criação de um tributo específico para as moedas virtuais.

O grande objetivo destas regulamentações, até o momento, é afastar o risco de fraudes. Com normas semelhantes a outros investimentos, as pessoas que aplicarem em moedas digitais conseguem ter mais segurança. As criptomoedas — a bitcoin é a mais famosa delas — são muito voláteis e a possibilidade de lucros rápidos atraem pessoas e favorecem golpes.

E mesmo em casos sem atuação fraudulenta, os investidores podem perder dinheiro: como a cotação dos criptoativos muda muito rápido, é possível ter grandes prejuízos em curto prazo de tempo. 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
pokerstars Mapa do site