pokerstars

SEÇÕES

Partida, documentário de Caco Ciocler, estreia nesta quinta-feira

Longa também será exibido no Belas Artes Drive-in no Memorial da América Latina em São Paulo

Partida | Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O premiado documentário “Partida”, de Caco Ciocler (“Esse Viver Ninguém Me Tira”), estreia nas plataformas de streaming nesta quinta-feira, dia 18 de junho, data em que também será exibido no Belas Artes Drive-in, às 18h, no Memorial da América Latina, em São Paulo. O filme estará disponível inicialmente no Now, Vivo Play, Oi Play, Petra Belas Artes à la Carte, Filme Filme e Looke. Posteriormente, entrará em cartaz também no Itunes e no GooglePlay. O longa estava previsto para estrear nos cinemas brasileiros no primeiro semestre de 2020, mas devido à pandemia de COVID-19, os produtores Beto Amaral e Caco Ciocler, o coprodutor Paulo Vidiz, a produtora Cisma Produções (“Vazante”, “O Banquete”, “Insolação”), a coprodutora Zumbi Post e a distribuidora Pandora Filmes, decidiram lançar o filme em VOD, em parceria com o Canal Brasil.  

Segundo documentário de Caco Ciocler, “Partida” estreou na 43ª Mostra Internacional de Cinema, em São Paulo, entrando para a lista dos longas mais bem avaliados pelo público da edição. O filme foi exibido no 21º Festival do Rio, como parte da Première Brasil - Mostra Fronteiras, e conquistou quatro prêmios no 14º Fest Aruanda, em João Pessoa: Prêmio Especial do Júri de Melhor Filme, Melhor Som para Vasco Pimentel, Melhor Atriz para Georgette Fadel e Melhor Montagem para Tiago Marinho. A produção também foi selecionada para o 23º Festival de Málaga.   

No longa, diante do resultado da última eleição no Brasil, a atriz Georgette Fadel (“O Banquete”, “As Domésticas: O Filme”) promete se candidatar à Presidência da República em 2022 por um partido formado só por mulheres, o Partida. Embarca em uma viagem de ônibus ao Uruguai na tentativa de passar a virada do ano ao lado do ex-presidente Pepe Mujica, sua maior inspiração política viva. Ainda nos primeiros minutos, esbarra em Léo, empresário com posições políticas bem diferentes das suas. O antagonista inesperado, quem diria, torna-se seu maior parceiro de jornada. Sob a paisagem caminhante, as irreconciliáveis brigas entre a "esquerda" e a "direita", que dividiam amigos, famílias e o país, serão agora revisitadas num performático jogo entre ficção e documentário. Na companhia de outros viajantes e de um grande amor, a esperança do encontro guiará o sentido utópico de “Partida”.   

“Era final de 2018. Um novo presidente acabara de se eleger. Momento de expectativa e esperança para uns, de medo e revolta para outros. O que nos unia, era o abismo diante do qual o país havia rachado, partido. O filme nasce neste momento. Eu tinha vontade de testemunhar algum encontro possível. Seria possível o encontro quando se esgotassem as brigas e os discursos?", explica o diretor Caco Ciocler, que também é um dos personagens. “Então era preciso produzir um microcosmo, sem escapatória, promover um embate e ver o que dali surgiria. Sempre tive uma admiração imagética pelo Mujica, e um fascínio pela lenda de que morava isolado em um sítio escondido e recebia cordialmente com um chimarrão as pessoas que o encontravam. Quando a Georgette soltou, numa roda de ensaio, que queria se candidatar, tudo fez sentido. Pronto, tínhamos um objetivo para distrair o percurso. Saímos sem saber se o tal encontro com Mujica seria possível, se mesmo um filme seria possível, mas achamos melhor uma utopia, a seguir imóveis”, conclui.     

Sinopse: Diante do resultado da última eleição no Brasil, uma atriz decide candidatar-se à presidência da república e se juntar a uma trupe em uma viagem apaixonada em defesa de uma utopia: tentar passar a virada do ano nos braços de sua maior inspiração política, o ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica.  

Com: Georgette Fadel, Léo Steinbruch, Paula Cesari, Caco Ciocler, Vasco Pimentel, Sarah Lessa, Jefferson dos Reis, Julia Zakia, Beto Amaral, Manoela Rabinovitch, Ivan Drukier Waintrob, Luiza Zakia.    

Caco Ciocler - No audiovisual Caco Ciocler estreou como diretor com "Trópico de Câncer", eleito melhor filme do Festival do Minuto. Seu primeiro longa-metragem "Esse viver ninguém me tira" participou das mostras competitivas do Festival do Rio e do Festival de Gramado, além de ganhar o prêmio do júri de Melhor Documentário no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles. Em 2019, dirigiu seu segundo longa documentário "Partida". Em maio de 2020, estreou a segunda temporada de “Unidade Básica”, na Universal TV, série que protagoniza e na qual assina dois episódios. Durante a pandemia de Covid-19, montou a Lista Fortes Brasil, dedicada a empresas privadas que queiram doar 1% de seu lucro líquido para investimentos em ações de combate à pandemia.  

Georgette Fadel - Georgette Fadel é diretora e atriz. Participou da fundação da Cia do Latão, Núcleo Bartolomeu de depoimentos e Cia São Jorge de Variedades, entre outras. Dirigiu mais recentemente com a Mundana Cia e Camila Pitanga "Duelo" e, em 2019, além de dirigir "Por favor venha voando", de Pedro Kozovski, com Débora Lamm e Inez Vianna; atua na peça "Terror e Miséria no 3º milênio", com o Núcleo Bartolomeu de depoimentos e na série "Segunda Chamada", na TV Globo.   

Sarah Lessa - Sarah é atriz formada em Comunicação das artes corpo. Tem uma pesquisa ampla com os estudos de view points. Seus últimos trabalhos foram com os diretores Cesar Augusto e Marcelo Valle. Atualmente faz um trabalho de pesquisa intensa com a diretora Georgette Fadel.   

Léo Steinbruch - Produtor teatral, pecuarista, empresário e ator. Como ator, desde os 18 anos trabalhou em  diversas montagens, como “Os Físicos”, “Uma História para Caliban”, “Equus”, “Um Violinista no Telhado”, entre outros.   

Vasco Pimentel - Vasco é português. Diretor de Som em inúmeros filmes desde 1979. Trabalhou com diretores como: Wim Wenders, Samuel Fuller, Vincent Gallo e Raúl Ruiz. Nos últimos três anos, sua mente, seus ouvidos e seus microfones estão apontados ao Brasil.   

Beto Amaral - Beto Amaral é formado em cinema pela Universidade de Columbia em NYC e atua como produtor, roteirista e diretor. Escreveu o roteiro do filme “Vazante”, com Daniela Thomas, e recentemente dirigiu o documentário “Para Onde Voam as Feiticeiras” com Eliane Caffé e Carla Caffé.   

Manoela Rabinovitch - Manoela é formada em teatro na Escola de artes Célia Helena, Cinema na Universidad del Cine, atua em diversas áreas do audiovisual fotografando e editando de documentários a videoinstalações e conteúdos de projetos interdisciplinares. Pesquisa na fotografia a multiplicidade das perspectivas do espaço no tempo.   

Julia Zakia - Julia é formada em audiovisual pela ECA-USP, com ênfase em direção e fotografia. Desde 2004, atua nas duas funções, tendo dirigido e fotografado curtas e longas-metragens selecionados em importantes festivais nacionais e internacionais.   



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
pokerstars Mapa do site